Chatbots: a nova revolução dos apps está ao seu alcance.

Os chatbots estão mudando a forma como as marcas se relacionam com os seus consumidores. Com agilidade e imediatismo trazem soluções, eles inovam ao simular conversas cada vez mais reais, já que o robô consegue adequar as respostas, interagir e direcionar a conversa. Mas, além de apenas atender eles podem fidelizar clientes!

Hoje em dia temos os chatbots construídos pela lógica de automação ou com inteligência artificial, tudo depende do objetivo. Podem ser aplicados ao e-commerce como forma de orientar melhor sobre produtos e serviços, na geração de leads, pesquisas de opinião, agendamento/reservas e em campanhas de marketing como por exemplo a mais recente da Fanta com McDonalds.

Em meio a mudança cultural, vemos essa tendência no dia a dia, onde reduzimos o número de ligações diárias e recorremos mais às mensagens nos apps e chats. Em média, cada pessoa passa 85% do seu tempo utilizando cerca de 27 apps/mês, sendo a maior parte (quase toda) usando apenas 5 desses, de acordo com a Nielsen. Um exemplo disso é que o Facebook e o WhatsApp são o apps mais utilizados pelos brasileiros hoje. Em terceiro lugar, o Messenger já conta com mais de 30 mil bots.

E o chatbot vem para agregar aos apps!

shutterstock 534496042 - Chatbots: a nova revolução dos apps está ao seu alcance.

Pesquisa da Gartner Summits aponta que até 2020, 85% das interações dos consumidores será conduzida por um mecanismo automático (chatbot) e também será um grande diferencial entre seus competidores de acordo com a Walker Information Inc. Confira as vantagens:

Imediatismo: o consumidor quer agilidade no atendimento e na resolução prática de seus problemas, o chatbot consegue trazer essa agilidade com conversas em tempo real.

Conveniência: o chatbot encontra mais receptividade em canais de uso constante por parte dos clientes e por isso a conversa acaba ocorrendo com maior facilidade.

Eficácia: simples e seguro, proporciona uma nova experiência para o usuário. Estão evoluindo com o tempo (o tempo todo) para que a conversa seja mais real e cada vez mais inteligente.

Personalização: consegue estar alinhado com a marca e segue a persona já adotada em seus canais, mantendo o tom de voz e provocando identificação .

Redução de custos: tanto pela agilidade quanto pela capacidade de absorção de volume, consegue reduzir custos em ações que antes seriam executadas manualmente. Ao automatizar ação, o que repetitivo ou recorrente se torna fácil de ser resolvido!

Em todos os casos de sucesso que temos hoje, todos tem um ponto em comum: têm como objetivo ajudar os usuários. O chatbot traz soluções e por isso adiciona valor!

A Chatbot Survey 2017 mostra que 75% executivos entrevistados planejam construir um chatbot para seus negócios neste ano e 96% acreditam que os chatbots vieram para ficar. E você, percebeu como o chatbot pode ajudar na estratégia do seu negócio