Uso das redes sociais no Brasil: o poder das redes no cotidiano dos brasileiros

O uso das redes sociais no brasil tem aumentado a cada ano, em consequência do aumento dos usuários com acesso a internet. Um levantamento divulgado em 2018 pelo IBGE aponta que sete a cada dez brasileiros estão conectados à rede. Os dados consideram 181,1 milhões de brasileiros, com 10 anos ou mais. O resultado indica que o celular é o aparelho mais utilizado para o acesso – 98% dos entrevistados dizem utilizar o telefone móvel para navegar pela rede digital.

O relatório Digital in 2019, divulgado pelas empresas We are Social e Hootsuite,  constatou que 66% da população brasileira está ativa nas redes sociais. 89% dos entrevistados confirmam o que os especialistas já sabiam: o uso das redes sociais no Brasil tem um viés comercial: os usuários diariamente buscam por um serviço ou produto pela internet.

Uso das redes sociais no Brasil: comportamento dos usuários

>>>> Entenda o comportamento das mulheres nas redes sociais

Um estudo realizado em junho de 2016 pelo Instituto Qualibest, traçou o perfil de uso das redes sociais no Brasil. Confira os dados!

Entre as redes sociais mais acessadas pelos brasileiros está o YouTube, com 60% de acesso, o Facebook com 59%, o WhatsApp com 56% e o Instagram com 40%. As mídias digitais já passam a assumir um forte papel nas estratégias de marketing das empresas, sendo que 37% das pessoas compram um produto por terem visto ele na TV, contra 29% que compram por terem visto o produto primeiro na internet, conforme aponta o mesmo relatório.

No geral, as pessoas costumam curtir, se informar e compartilhar conteúdo, como as principais ações nas redes sociais. As mulheres publicam mais selfies do que os homens (49% x 32%) e mais mensagens de autoajuda (48% x 37%).

Entre os destaques do que os brasileiros mais compartilham estão:

  • momentos especiais (58%)
  • vídeos e imagens divertidas (53%)
  • notícias importantes/novidades tecnológicas (52%)
  • mensagens positivas e de autoajuda (43%)
  • piadas ou brincadeiras (42%)

Uso das redes sociais no Brasil: curiosidades

  • Quando se trata do uso das redes sociais no Brasil, as mulheres e a classe A influenciam nos números do Instagram: ambas com 66% de acesso.
  • O Instagram cresceu consideravelmente nos últimos anos: saiu dos 700 milhões de usuários em 2017 para 1 bilhão de usuários em 2018, no mundo.
  • O Twitter é mais acessado (50%) pela classe A e menos acessado pelos mais velhos: 31% dos 37% do total.
  • Spotify é influenciado pelos mais jovens (27%) e a classe A representa 30%, 21% do total da amostra. Em um relatório divulgado pela rede social, foi divulgado que os usuários passam mais de 2 horas por dia na plataforma.
  • Passam o dia todo conectados: 64% WhatsApp, 43% Facebook e 26%Instagram.
  • Youtube se destaca por ser visto em duas horas e meia por dia (30%); Além disso, a rede social fechou o ano com 400 milhões de perfis cadastrados.
  • 37% dos que acessam o Linkedin dizem não acessar todos os dias.
  • O WhatsAPP ganha cada vez mais relevância nas pesquisas de uso das redes sociais no Brasil – em 2018, ele atingiu o número de 1, 5 bilhão de usuários.
  • Redes sociais no trabalho (acesso para uso pessoal): 26% ficam conectados mais de 3 horas e 32% acessam apenas 30 minutos por dia.
  • Classe C (39%) que diz acessar até 30 minutos por dia enquanto a Classe A (33%) diz ficar conectada mais de 3 horas.

Fontes: Qualibest/AdNews/Goobec

Entender o uso das redes sociais no Brasil é fundamental para avaliar como o seu público se relaciona com as principais redes e aproveitar as oportunidades que cada plataforma oferece.

Entre em contato com a gente. Nossa equipe está à disposição para ajudar a desenvolver a melhor estratégia digital para sua empresa!