fbpx
webcompany - Velocidade do site: 5 dicas para melhorar seu desempenho

Velocidade do site: 5 dicas para melhorar seu desempenho

Inscreva-se para receber novidades, insights e dicas sobre marketing digital diretamente em seu email.

Para avaliar a velocidade do site, precisamos considerar o tempo que a página leva para ser completamente exibida em um dispositivo móvel ou em desktop. Buscar maneiras de agilizar o carregamento é importante, porque isso é um fator de rankeamento no Google, por isso, empresas que desejam ter sucesso no digital precisam encontrar maneiras de melhorar sua página.

Vivemos numa sociedade cada vez mais dinâmica e objetiva. As pessoas querem respostas rápidas e vivem um estilo de vida cada vez mais intenso, que é projetado no que esperam da velocidade do site. Você sabia que um estudo realizado pela KissMetrics revelou que 47% dos internautas desejam que as páginas carreguem em até 2 segundos? Além disso, 50% dos visitantes simplesmente vão embora caso o site demore mais de 03 segundos para carregar e apenas 1 segundo de atraso na resposta da página pode ocasionar uma queda de 7% nas conversões.

Os dados não deixam dúvidas de que para oferecer uma boa experiência online, a marca precisa cuidar da velocidade do site. Mas não para por aí! A rapidez do carregamento também impacta nos resultados de vendas, mesmo que indiretamente, já que o desempenho do site pode beneficiar ou prejudicar as estratégias digitais.

Por que a velocidade do site é importante para o SEO?

Não é segredo para ninguém que o Google prioriza páginas que oferecem uma boa experiência ao usuário, o que muita gente não sabe é que a velocidade do site é um fator significativo para a avaliação. Se as pessoas abandonam a página porque cansaram de esperar o carregamento, o mecanismo de busca olhará para isso e entenderá que a marca não está entregando bons resultados. Assim como a velocidade outros pontos que envolvem uma boa construção de um site afetam o seu posicionamento, como adaptação para dispositivos móveis e até mesmo quando o seu site não é seguro para a navegação.

É fundamental que a empresa acompanhe a taxa de abandono e a classificação do site nos resultados de buscas, além disso, verificar o desempenho do site com frequência também pode ajudar a evitar problemas. Algumas ferramentas ajudam na avaliação, entre elas: Page Speed ​​Insights, WebPageTest.org, GT Metrix e outras que estão disponíveis gratuitamente. Se for constatado que a velocidade do site está baixa, o indicado é que você faça correções nas estruturas das páginas.

Ajustes para melhorar a velocidade do site

Otimize imagens

Atualmente, o formato Webp é o mais otimizado e indicado para a conversão das imagens, porque mantém a qualidade do arquivo. Você pode utilizar plugins do WordPress para compactar o que for preciso como por exemplo o Smosh.it que indicamos anteriromente. Existem opções gratuitas e pagas, portanto, escolha o que se adequa melhor a sua realidade.

Se você não puder usar o Webp, recomendamos o uso de JPGs para fotos e PNGs para arquivos em que você não deseja perder qualidade ao compactá-los. Uma das maneiras mais fáceis de otimizar imagens é redimensioná-las para a largura em que serão exibidas na página, isso pode ser feito em qualquer editor de imagens.

Minimize HTML, CSS, JavaScript

Os sites costumam carregar uma enorme quantidade de arquivos Javascript e CSS que podem sobrecarregar o navegador e ocasionar a lentidão. Portanto, é importante que você minimize os códigos para garantir uma boa velocidade de site.

Use uma Rede de distribuição de conteúdo (CDN)

Os CDN são uma ótima maneira de acelerar o seu site, porque armazenam cópias dos arquivos em servidores e as deixam disponíveis para download sempre que for necessário. Como os arquivos não estão armazenados em sua página, a sobrecarga é menor e seus resultados não são prejudicados.

Use o cache do navegador

Se configurado corretamente, o cache do navegador permite que o usuário visualize as páginas do seu site sem ter que baixar novamente todos os arquivos, o que melhora a velocidade do site. O principal problema é que, ao permitir que os arquivos sejam armazenados em cache no computador da pessoa, você não tem a garantia de que as informações apresentadas serão as mais atualizadas.

O armazenamento em cache pode acelerar o desempenho em até 10x! Como faz uma diferença considerável no desempenho da sua página, não deixe de habilitar a função. Caso não consiga configurar sozinho no WordPress, procure um profissional capacitado para a tarefa.

Dica extra para melhorar a velocidade do site: reduza a quantidade de plugins.

Apesar dos plugins ajudarem na personalização, exagerar na dose pode prejudicar a velocidade do site. Basta pensar que quanto mais plugins, mais códigos serão carregados em seu site e isso aumentará a carga do servidor e os tempos de resposta.

Uma maneira de determinar quais plugins devem ser ativados ou desativados em seu site é desabilitá-los aos poucos enquanto testa a velocidade do site para ver quais melhorias podem ser feitas. Além disso, verifique se algum dos seus plugins podem ter diferentes funcionalidades, pois essa é outra maneira de determinar quais deles devem ser removidos.

Quanto mais se estuda e entende sobre as estratégias digitais que convertem em vendas, mais evidente é a importância de oferecer a melhor experiência possível para o cliente. Para isso, a velocidade do site tem muita importância! Cuide do desempenho da sua página e garanta que o usuário se sentirá satisfeito ao consumir as informações.

Precisa melhorar a velocidade do site da sua marca?
Fale com a Webcompany Marketing Digital!

Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site. Saiba mais.