Estudos do Facebook revelam que a atenção do consumidor não está mais restrita

Os estudos do Facebook comprovam: estamos cada vez mais conectados a internet. Mas isso não é uma novidade. Seja para nos atualizarmos com notícias pela manhã, conferir o grupo do WhatsApp da nossa família ou para pesquisarmos um produto ou o endereço de um restaurante que queremos conhecer, nosso celular está presente, faça chuva ou faça sol!

Como essa mudança comportamental, estamos cada vez mais cercados por telas e a forma com que consumimos conteúdo digital evoluiu, assim como a tecnologia.

A medida que o uso do celular se torna cada vez mais frequente e imprescindível em nosso cotidiano, ele também acaba sendo indispensável na hora de pensar nas estratégias de Marketing Digital.

Para muitas pessoas, no período da manhã o celular é a primeira e única tela, e mesmo durante o período de trabalho, continuamos com os celulares em mão. De acordo com o estudo do Facebook IQ: “51% das pessoas pesquisadas disseram que o envio de mensagens substitui outras formas de comunicação”.

Assim, mesmo que os computadores estejam ligados na rotina de trabalho, continuamos conferindo as mensagens, aplicativos e redes sociais durante o dia, até chegarmos em casa durante a noite, quando o celular disputa a atenção com a TV e com outras telas de entretenimento. Um estudo doméstico de rastreamento, feito pelo Facebook, indicou que 94% das pessoas nos EUA que participaram da pesquisa mantêm seus smartphones por perto enquanto assistem à TV.

Como os dados dos estudos do Facebook podem auxiliar os profissionais de comunicação e marketing?

Pensar hoje em uma grande campanha ou lançamento de produto que seja exclusivo da TV pode soar cada vez mais ultrapassado. Em 2018, um estudo do Facebook indicou que no Brasil 67,1% dos telespectadores acessam o celular quando começam os anúncios televisivos. Partindo desse pressuposto, se sua mensagem estiver apenas na TV, boa parte do público pode, simplesmente, não ter recebido sua mensagem porque seus olhos estavam em outra tela, na telinha do celular! .  

Outro estudo do Facebook IQ, dessa vez com o rastreamento de olhos e dispositivos envolvendo usuários do Facebook em seis países (Brasil, França, Alemanha, Indonésia, Reino Unido e Estados Unidos), revelou que durante uma noite em frente à TV, as pessoas olhavam para seus smartphones 31% do tempo e, na maioria das vezes, estavam olhando para um aplicativo social. Na verdade, em média, mais da metade (55%) do tempo de uso do celular dos participantes era dedicado ao Facebook, Instagram, WhatsApp e Messenger. Ou seja, atualmente, é preciso muito jogo de cintura – e estratégia! – para reter a atenção do consumidor e estar em diferentes plataformas.

Otimizar os criativos (anúncios como carrossel, post, canvas, stories…) para atingir o público é um trabalho que engloba diferentes canais e vai muito além de replicar o vídeo da TV em seu canal no Youtube. Conseguir planejar uma campanha que seja adequada para cada canal e suas particularidades, ainda é um desafio que começa no planejamento eficiente, passa pela produção de conteúdos exclusivos, até a compra de mídia assertiva.

Os dados apresentados em diferentes estudos do Facebook comprovam o que os profissionais já previam há algum tempo: em uma nova realidade em que várias telas disputam simultaneamente nossa atenção, conseguir estar em diferentes plataformas sem soar repetitivo é um desafio que precisa ser superado! Assim, cada vez mais, é imprescindível que a sua comunicação, do site ao atendimento ao cliente, esteja alinhado a essa nova realidade dos dispositivos móveis, tendo uma boa navegação e experiência do notebook ao uso no celular, estando na timeline e na programação de TV com a mesma frequência e importância.

Quer garantir uma comunicação digital eficiente? Fale com a webcompany!