fbpx
webcompany - Comprar leads: será que vale a pena fazer isso?

Comprar leads: será que vale a pena fazer isso?

Inscreva-se para receber novidades, insights e dicas sobre marketing digital diretamente em seu email.

Quanto mais cadastros, melhor. É fato que as empresas buscam atrair muitos contatos, mas será que vale a pena comprar leads para abrir negociações? Você já imaginou de que forma essa aquisição pode prejudicar o seu trabalho e desperdiçar recursos e esforços da empresa? Gastar toda energia buscando quantidade pode ser um tiro no pé se alguns alguns pontos fundamentais não forem considerados.

Chamamos de lead uma pessoa que demonstrou interesse pelo produto ou serviço oferecido. Entretanto, para entrar nessa categoria, o usuário precisa preencher um formulário de contato – seja para falar com seu time comercial ou para baixar um material grátis. É por isso que comprar leads nem sempre é algo interessante: se não houver uma intenção de aproximação, as chances de conseguir vender seu produto ou serviço são menores.

Por que você deve evitar comprar leads?

Quando você adquire contatos, a pessoa não está disponibilizando seus dados e não quer receber suas mensagens. Muitas vezes, ela nem sabe que você tem acesso às informações, o que reduz as possibilidades de acontecer uma conversão e sua estratégia pode ser prejudicada a longo prazo.

Concentrar esforços na geração de leads é mais interessante do que investir dinheiro na aquisição, já que você pode gerar contatos exclusivos e qualificados. A essência de um processo de atração de leads é a abordagem do público-alvo e sua condução até o momento de decisão de compra. Por isso, empresas que investem em estratégias para captação de cadastros saem na frente na hora de fechar negócios do que as que preferem comprar leads.

2 estratégias que trazem mais resultados do que comprar leads

Ao contrário do processo de comprar leads, a base de uma estratégia de geração de cadastros está na construção da imagem da marca. Para isso, dois trabalhos são fundamentais. São eles:

Marketing de conteúdo
Uma das principais técnicas para gerar oportunidades de venda, o marketing de conteúdo consiste em publicar nas redes sociais, blogs e outros canais, informações úteis e relevantes para o seu público.

A ideia é atrair a atenção da audiência. Dentro desses posts, você inclui chamadas atrativas para incentivar o leitor a fazer download de um material mais completo, participar de um webinar ou simplesmente compartilhar seus dados – essa ação é chamada “conversão”.

Depois de conseguir as informações de contato, o próximo passo é iniciar um processo de nutrição de leads com a ajuda de uma plataforma de automação de marketing. Em outras palavras: enviar e-mails com conteúdos direcionados para cada perfil de cliente visando construir relacionamento.

Recomendações para um trabalho efetivo:

  • Levante informações específicas sobre a persona;
  • Não tenha medo de compartilhar materiais gratuitos de alta qualidade;
  • Foque na qualidade dos contatos e não na quantidade de cadastros;
  • Mantenha uma frequência de publicações nos principais canais de comunicação.

Mídia paga
Essa é toda a comunicação que uma marca realiza investindo dinheiro para ter algum resultado esperado. Ou seja, são anúncios pagos que promovem uma marca, produto ou serviço, e permitem gerar mais visibilidade, engajamento, leads ou vendas.

Os anúncios são úteis para capturar contatos sem que seja preciso comprar leads. Podem ser elaboradas campanhas de marketing para divulgar promoções, lançamentos, produtos ou até mesmo propagar o conceito da sua marca. Tanto as imagens quanto os textos deverão ser persuasivos, a fim de estimular o clique e o preenchimento das informações.

Quando o usuário clicar em um anúncio pago, ele será direcionado para uma landing page, onde encontrará mais informações sobre a solução oferecida. Alguns formatos permitem que a conversão seja realizada ali mesmo, adicionando seus dados em um formulário.

Recomendações para um trabalho efetivo:

  • Crie anúncios com design e copy atrativos;
  • Seja claro ao falar sobre a oferta;
  • Faça uma segmentação detalhada de acordo com a persona;
  • Acompanhe as métricas das campanhas.

A opção de comprar leads pode brilhar os olhos de quem pensa na quantidade de contatos possíveis de serem atingidos, mas basta refletir um pouco a respeito da qualidade desses e-mails para saber que essa opção não trará resultados a longo prazo. Afinal, de que adianta falar com trinta pessoas se apenas uma terá interesse no que você está oferecendo? Preocupe-se em ter uma boa estratégia de conteúdo e mídia paga e o resto virá.

Quer entender como ter bons contatos sem comprar leads?
Fale com os especialistas da Webcompany Marketing Digital.

Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site. Saiba mais.